INSS pode ter teto de R$ 8.092,54 em 2025, segundo projeções

A inflação acumulada será o principal fator para o reajuste dos valores.

Economia
Publicado em 16/05/2024
INSS pode ter teto de R$ 8.092,54 em 2025, segundo projeções

Segundo projeções da Genial Investimentos, o teto dos benefícios do INSS pode chegar a R$ 8.092,54 em 2025. A correção é baseada na inflação medida pelo INPC, garantindo a atualização dos benefícios previdenciários.

No início de cada ano, aposentados e pensionistas têm seus benefícios previdenciários reajustados pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), seguindo a inflação medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O piso das aposentadorias é vinculado ao salário mínimo e recebe um reajuste real, acima da inflação. Projeções da Genial Investimentos apontam que o salário mínimo pode chegar a R$ 1.508,66 em 2025, enquanto o teto dos benefícios pode atingir R$ 8.092,54.

Essas projeções diferem das divulgadas pelo governo, que prevê um salário mínimo de R$ 1.502 para o próximo ano. O reajuste visa minimizar os impactos da inflação na renda dos beneficiários. O reajuste dos benefícios será aplicado na competência de janeiro, refletindo nos valores recebidos no fim do primeiro mês do ano e no início de fevereiro de 2025.

Os beneficiários poderão verificar o novo valor de seus benefícios no site e no aplicativo Meu INSS. Após fazer login, devem clicar no serviço “Extrato de Pagamento” para ver o valor e a data de recebimento. O reajuste completo será recebido apenas por quem já recebia o benefício em janeiro de 2024. Aqueles que começaram a receber o benefício durante o ano terão o reajuste conforme a inflação calculada nos meses correspondentes.

O reajuste é calculado com base na inflação acumulada durante o último ano, medida pelo INPC, que verifica a variação do custo de vida médio de famílias com renda mensal de 1 a 5 salários mínimos. As projeções da Genial Investimentos indicam uma inflação acumulada de 3,94% para este ano, enquanto a SPE (Secretaria de Política Econômica) do Ministério da Fazenda projeta um acúmulo de 3,25%.

Esses grupos são mais afetados pelas variações de preços, pois tendem a gastar seu rendimento em transporte, alimentação e medicamentos. Apesar de todos os beneficiários receberem o reajuste, o impacto na renda será maior para aqueles que recebem o valor mínimo. Desde a aprovação de novas diretrizes para a valorização do salário mínimo em 2023, a remuneração recebe um aumento que soma a inflação e o crescimento da economia.

Na Prática

Projeções indicam que o teto dos benefícios do INSS pode alcançar R$ 8.092,54 em 2025.
Projeções indicam que o teto dos benefícios do INSS pode alcançar R$ 8.092,54 em 2025.

Na prática, o aumento se baseia no INPC acumulado do ano anterior e na variação do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos atrás. Quem recebe mais do que o valor mínimo terá o salário corrigido apenas pela inflação do ano anterior. As projeções da Warren Investimentos divergem das atuais do governo. Enquanto a Warren prevê um acúmulo anual do INPC de 3,70%, o Ministério da Fazenda prevê 3,25%.

A configuração atual dos reajustes é criticada por aposentados e pensionistas, principalmente aqueles que recebem valores acima do salário mínimo. Segundo o Sindinapi (Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical), o reajuste não cobre o ônus causado pela variação de preços, fazendo com que aposentados entrem na faixa do salário mínimo para receber maior correção.

Em entrevista à Folha, o presidente do sindicato, Milton Cavalo, destacou que as faixas mais afetadas pela defasagem dos reajustes são aquelas que ganham valores próximos ao salário mínimo, mas não recebem a correção do piso. Existem propostas legislativas para corrigir essa situação: sindicatos e centrais sindicais apoiam o projeto de lei 1.468, que prevê um adicional de 5% nas aposentadorias e pensões do INSS a cada cinco anos.

Redigida pelo deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), a proposta modifica a lei 8.213, de 1996, sobre os planos de benefícios da Previdência Social. O projeto garantiria um aumento de 5% a cada quinquênio para todos os beneficiários do INSS, incluindo aqueles que recebem o salário mínimo.

Ou seja, as projeções para o teto dos benefícios do INSS em 2025 indicam um aumento significativo, visando ajustar os valores pela inflação. As críticas sobre a defasagem dos reajustes para valores acima do salário mínimo levam a propostas legislativas para corrigir essas desigualdades.

*Com informações de Folha de São Paulo.

Leia mais em Economia

C6 Bank Atende Lojistas de Automóveis Via WhatsApp Flows
Economia
O C6 Bank lançou um novo canal de atendimento via WhatsApp Flows, destinado a lojistas de automóveis. A solução, desenvolvida em parceria com a Gupshup, permite simular...
Salário Mínimo 2025: Pode Ser Reajustado para R$ 1.502
Economia
O salário mínimo no Brasil pode ser reajustado para R$ 1.502 em 2025, representando um aumento de 6,39%, conforme a LDO. Esse reajuste está alinhado com o INPC e o crescimento...
Duas Criptomoedas com Potencial de Atingir US$ 1 Bilhão em Valor de Mercado
Economia
À medida que o mercado de criptomoedas se recupera do recente halving do Bitcoin, analistas estão otimistas quanto ao potencial de valorização de certos ativos. Aneena Alex,...
Nova Medida Provisória Amplia Isenção do Imposto de Renda para Baixa Renda
Economia
A partir deste mês, indivíduos com rendimentos mensais de até R$ 2.259,20 estão isentos do pagamento do Imposto de Renda (IR). Essa mudança representa um aumento no limite de...
Reforma Tributária do Brasil 2024, Você tá Sabendo?
Economia
Você está absolutamente correto em sua avaliação. A reforma tributária de 2024 representa uma mudança substancial no sistema tributário do Brasil, buscando modernizar,...
Receita Libera Consulta ao Quinto Lote de Restituição do IRPF 2023
Economia
Restituição do IRPF 2023: Entenda Tudo Sobre Esta Etapa e Saiba se Você Está Incluso. Nesta semana, a Receita Federal fez um anúncio significativo para milhões de...

Últimas novidades

Jornal Fala Regional – Nº 80: Correios Suspendem Doação Temporária de Roupas Para RS
Edição da Semana
Os Correios anunciaram a suspensão temporária das doações de roupas destinadas ao Rio Grande do Sul. Esta medida foi tomada devido a problemas logísticos que estão sendo...
Editorial: Solidariedade e Fé em Tempos de Adversidade
Opinião
As enchentes no Rio Grande do Sul em maio de 2024, que resultaram em mais de 140 mortes e milhões de pessoas afetadas, destacam a necessidade urgente de ação contra as...
Projeto 3º Sinal e Prefeitura de Caieiras trazem ‘Pequeno Príncipe’ ao público local
Entretenimento
No dia 26 de maio, o Centro Cultural de Caieiras receberá a estreia do espetáculo "Pequeno Príncipe". A peça, produzida pelo Projeto 3º Sinal em parceria com a Prefeitura e a...
Cabeça de Ozempic? Medicamento para Diabetes Tipo 2 Gera Polêmica por Uso para Emagrecimento
Saúde e Bem-Estar
O Ozempic, um medicamento destinado ao tratamento do diabetes tipo 2, tem sido usado para emagrecimento devido à semaglutida. Esse uso off label pode causar efeitos colaterais...
Caieiras Faz Coleta Mas Correios Suspendem Roupas para Vítimas das Enchentes no RS, Veja Itens Para Ajudar
Notícias
Os Correios suspenderam a coleta de roupas para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, pois o estoque atual é suficiente. Continuam aceitando doações de água,...
Horóscopo Semanal: De 24 a 30 de maio de 2024
Entretenimento
Esta semana, de 24 a 30 de maio de 2024, será marcada por influências astrológicas importantes que incentivam introspecção, novos começos e expansão. Plutão retrógrado em...

Jornal Fala Regional

Nosso objetivo é levar conteúdo de forma clara, sem amarras e de forma independente a todos. Atendemos pelo jornal impresso as cidades de Caieiras, Franco da Rocha, Francisco Morato, Mairiporã e Cajamar, toda sexta-feira nas bancas. Pela internet o acesso é gratuito e disponível a todos a qualquer momento, do mundo inteiro.

Vamos Bater um Papo?