Penalidades Mais Severas para Crimes Contra Crianças e Adolescentes no Brasil

Esta nova lei fortalece as penalidades para crimes cometidos contra crianças e adolescentes, abrangendo uma série de modificações no Código Penal, na Lei dos Crimes Hediondos, e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Brasil
Publicado em 15/01/2024
Penalidades Mais Severas para Crimes Contra Crianças e Adolescentes no Brasil

Nesta segunda (15) Numa importante evolução na legislação de proteção à infância e adolescência, o Brasil sancionou a Lei 14.811/2024, publicada no Diário Oficial da União sob assinatura de Lula, Presidente do Brasil.

Entenda as Principais Mudanças

Homicídio em Instituições de Ensino: A pena para homicídio contra menores de 14 anos em instituições de ensino foi significativamente aumentada. Com a nova lei, essa penalidade sofre um acréscimo de dois terços, tornando-se mais rigorosa.

Certidões de Antecedentes Criminais: Agora, é mandatório que todos os profissionais que trabalham em ambientes com crianças e adolescentes, como escolas e centros de recreação, apresentem certidões de antecedentes criminais. Esta medida busca assegurar um ambiente mais seguro para os menores.

Crimes Hediondos e Suicídio/Automutilação: A indução ao suicídio ou à automutilação de menores de 18 anos ou pessoas com capacidade reduzida de resistência, especialmente em ambientes virtuais, passa a ser considerada crime hediondo, com penas de até cinco anos de prisão. Sequestro, cárcere privado e tráfico de crianças e adolescentes também são agora enquadrados nesta categoria.

Bullying e Cyberbullying: A legislação define penalidades de dois a quatro anos de prisão para atos de bullying e cyberbullying realizados em ambientes digitais, desde que não configurados como crimes mais graves.

Conteúdos Pornográficos com Menores: Há também penalidades mais severas para aqueles que transmitem, exibem ou produzem conteúdos pornográficos envolvendo crianças e adolescentes. A pena para estes crimes é de reclusão de quatro a oito anos, além de multa.

Não Comunicação de Desaparecimento: Um novo tipo penal foi criado para casos em que pais ou responsáveis não comunicam intencionalmente o desaparecimento de uma criança ou adolescente. A pena para tal omissão varia de dois a quatro anos de prisão.

Pensando a respeito

A Lei 14.811/2024 é um marco na legislação brasileira, representando um passo significativo na proteção e no cuidado com crianças e adolescentes. As mudanças vão ao encontro de uma sociedade que busca cada vez mais segurança e bem-estar para os mais jovens, e refletem um esforço contínuo do governo em endurecer as penalidades para crimes contra esta parcela vulnerável da população.

A realidade de crimes contra crianças e adolescentes no Brasil, historicamente marcada pela vulnerabilidade destes indivíduos, demanda uma resposta legal mais eficaz. Com crescentes relatos de abusos físicos, psicológicos, e crimes virtuais, a necessidade de fortalecer as salvaguardas legais é evidente e urgente.

Esta Lei representa uma resposta significativa a essa necessidade. Ela modifica o Código Penal, a Lei dos Crimes Hediondos, e o ECA, introduzindo penalidades mais severas para uma gama de crimes, incluindo bullying, cyberbullying, e o abuso e exploração sexual de menores.

Esta legislação é um passo positivo na direção certa, fornecendo um mecanismo de dissuasão mais robusto contra potenciais infratores. Penas mais severas são fundamentais para transmitir a seriedade com que a sociedade vê esses crimes hediondos.

Críticos apontam para o potencial aumento da população carcerária e questionam a eficácia das punições mais severas na prevenção de crimes. Eles argumentam que medidas preventivas e educacionais podem ser mais eficazes.

Comparativamente, países como os Estados Unidos e o Reino Unido têm leis rigorosas contra crimes digitais e abuso infantil, demonstrando uma tendência global de endurecer as leis para proteger os vulneráveis.

Organizações de direitos humanos e especialistas em proteção infantil apoiam a lei, enfatizando a necessidade de salvaguardar os direitos das crianças e adolescentes. Eles destacam a importância de uma legislação que acompanhe a evolução das ameaças digitais à segurança dos jovens.

Enquanto as preocupações sobre o sistema prisional são válidas, a lei serve como um meio de prevenção e dissuasão. Além disso, a educação e as medidas preventivas continuam a ser um foco, com a lei atuando como um complemento necessário.

*Com informações de Agência Brasil e Diario Oficial da União.

Leia mais em Brasil

Brasil Perde Ziraldo, o Gênio Criativo por Trás de ‘O Menino Maluquinho’, aos 91 Anos
Brasil
Ziraldo partiu enquanto dormia, em sua residência no pitoresco bairro da Lagoa, na Zona Sul do Rio de Janeiro, por volta das 15h, deixando um legado imortalizado na cultura...
Ciedde: Conheça o centro de combate à desinformação para eleições municipais
Brasil
O estabelecimento do Centro Integrado de Combate à Desinformação e Defesa da Democracia (Ciedde) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é uma iniciativa significativa para...
Dengue, Hepatite e Insuficiência Renal
Brasil
Este cenário não apenas desperta preocupações imediatas, mas também lança luz sobre as graves complicações que podem advir da doença, incluindo hepatite e insuficiência...
Também é para Caieiras: Confira Calendário Oficial Nacional 2024
Brasil
À medida que nos despedimos das festas de fim de ano, o foco se volta para o que 2024 reserva em termos de feriados e pontos facultativos. Com a publicação oficial da lista...
Brasil Enfrenta Aumento de Casos de Dengue e Chikungunya: Medidas Urgentes são Necessárias
Brasil
Nas primeiras semanas de 2024, o país registrou 243.721 casos prováveis de dengue, marcando uma incidência de 120 casos para cada 100.000 habitantes. Até o momento, 24 mortes...
Decisão Judicial Condena Vale, BHP e Samarco ao Pagamento de R$ 47,6 Bilhões por Danos em Caso Mariana
Brasil
A decisão determina que o montante seja destinado a um fundo administrado pelo governo federal, com a finalidade exclusiva de ser aplicado nas áreas impactadas pelo desastre....

Últimas novidades

Desvendando a Origem do SEO: Uma Jornada pela História dos Motores de Busca na Internet
Tecnologia
Logo em sua esteira, outros gigantes se ergueram: o Yahoo em 1994 e, posteriormente, o monumental Google em 1997. Idealizado como um imenso catálogo virtual, o Google foi...
Jornal Fala Regional – Nº 74: Caieiras Contra Pedreira e Contas do Ex-Prefeito Gersinho Aprovadas
Edição da Semana
Descubra o que está acontecendo em sua comunidade nesta edição repleta de notícias e histórias...
Mega-Sena Acumula Prêmio de R$ 13 Milhões e Timemania Oferece R$ 25,1 Milhões em Sorteios Especiais
Entretenimento
Se a sorte sorrir para um único apostador e ele decidir aplicar toda essa fortuna na poupança, pode contar com um rendimento de quase R$ 69 mil já no primeiro mês. Um prêmio...
Van desgovernada invade supermercado em Perus, deixando um morto e oito feridos
Notícias
O falecimento de João Alves Penteado, de 70 anos, é uma perda irreparável. Sua coragem ao alertar sua neta para correr e salvar-se, mesmo diante do perigo iminente, é um...
Projeto 3º Sinal retoma atividades com grandes novidades e espetáculos de sucesso
Entretenimento
Em maio, em parceria com a Prefeitura e a Secretaria da Ação Cultural e Turismo de Caieiras, o grupo apresentará a adaptação de "O Pequeno Príncipe", também dirigido por...
Moradores de Caieiras Protestam contra Instalação de Pedreira na Fazenda Santa Luzia
Caieiras
O abaixo-assinado virtual, iniciativa da comunidade local, visa pressionar as autoridades a tomarem medidas urgentes para impedir a concretização desse projeto que, segundo os...

Jornal Fala Regional

Nosso objetivo é levar conteúdo de forma clara, sem amarras e de forma independente a todos. Atendemos pelo jornal impresso as cidades de Caieiras, Franco da Rocha, Francisco Morato, Mairiporã e Cajamar, toda sexta-feira nas bancas. Pela internet o acesso é gratuito e disponível a todos a qualquer momento, do mundo inteiro.

Vamos Bater um Papo?