Moradores de Caieiras Podem Reaver Valores Após Reajustes Tributários Considerados Inconstitucionais

Aumentos ilegais de impostos levam a decisões judiciais e abrem caminho para ressarcimento.

Direito e Leis
Publicado em 2/05/2024
Moradores de Caieiras Podem Reaver Valores Após Reajustes Tributários Considerados Inconstitucionais

Em Caieiras, um aumento significativo dos tributos acima da inflação por decreto gerou controvérsia e levou a decisões judiciais importantes. O Tribunal de Justiça de São Paulo declarou inconstitucional o Decreto nº 8694/2022, que ajustava os tributos em 9,432110% para o exercício de 2023. Este e outros decretos similares são agora o foco de ações judiciais e de ressarcimento para os contribuintes afetados.

Os aumentos, descritos como os maiores na história de Caieiras, foram realizados sem passar pelo crivo da Câmara dos Vereadores, como manda a lei. Os decretos em questão são:

  • Decreto nº 8563/2021, com reajuste de 10,7831% para 2022;
  • Decreto nº 8694/2022, com reajuste de 9,432110% para 2023;
  • Decreto nº 8813/2023, com reajuste de 4,505940% para 2023.

Como reaver o dinheiro pago a mais?

Para os moradores de Caieiras que se sentem prejudicados, há várias opções para tentar recuperar o dinheiro pago em excesso:

  1. Contratação de um advogado para entrar com uma ação de repetição de indébito e anulação de lançamento fiscal.
  2. Assistência jurídica gratuita da OAB para aqueles com renda inferior a três salários mínimos.
  3. Recurso ao Juizado Especial Cível local para reclamações diretas.

Calculando o valor a ser devolvido:

Para entender quanto pode ser recuperado, basta subtrair o valor pago nos carnês de IPTU de 2021 dos valores de anos subsequentes. Por exemplo:

  • Diferença entre os carnês de 2024 e 2021: R$ 850,00;
  • Diferença entre os carnês de 2023 e 2021: R$ 658,75;
  • Diferença entre os carnês de 2022 e 2021: R$ 276,01;

O total restituído ao contribuinte pode ser de até R$ 1.784,76.

Além disso, cidadãos podem procurar o Ministério Público para ajuizar uma representação de crime de confisco, dada a elevada tributação que sugere uma transferência injusta de bens do contribuinte para o fisco. Com a pressão judicial e pública, espera-se que a prefeitura recalcule e devolva os valores cobrados indevidamente, embora isso dependa da disposição do prefeito e dos vereadores em atender à decisão judicial e ao clamor público.

Leia mais em Direito e Leis

Como Sacar FGTS para Crianças com Autismo?
Direito e Leis
A liberação do FGTS para famílias de crianças com autismo pode ser solicitada através de um requerimento administrativo e, se necessário, por meio de ação judicial. Embora...
Eleições 2024: Prazo Para Regularizar O Título De Eleitor Termina Em 8 De Maio
Política
À medida que as eleições municipais de 2024 se aproximam, marcadas para o dia 6 de outubro, os eleitores têm um prazo final importante a cumprir: até o próximo dia 8 de...
Conheça Nova Lei da CNH para Idosos
Direito e Leis
Em 2024, uma nova legislação sobre a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para idosos foi implementada. Com o objetivo de ajustar a frequência de renovação do documento...
Decisão Judicial Revoga Aumento de Impostos em Caieiras por Inconstitucionalidade
Direito e Leis
Segundo Hermano A. Leitão, Advogado Especialista em Direito Público, o Tribunal de Justiça de São Paulo declarou inconstitucional o aumento de impostos em Caieiras,...
Entenda Sobre a Dívida Alimentar, Execução de Alimentos e Prisão do Devedor
Direito e Leis
Em uma decisão recente que redefine o entendimento sobre as execuções de pensão alimentícia, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) estabeleceu que o devedor de...
Impactos da Reforma Tributária na Gestão de Patrimônio e Negócios
Direito e Leis
Após quatro décadas de intensas discussões, a reforma tributária brasileira, sob a PEC 45/2019, foi finalmente aprovada pela Câmara dos Deputados em 15 de dezembro de 2023, e...

Últimas novidades

Jornal Fala Regional – Nº 80: Correios Suspendem Doação Temporária de Roupas Para RS
Edição da Semana
Os Correios anunciaram a suspensão temporária das doações de roupas destinadas ao Rio Grande do Sul. Esta medida foi tomada devido a problemas logísticos que estão sendo...
Editorial: Solidariedade e Fé em Tempos de Adversidade
Opinião
As enchentes no Rio Grande do Sul em maio de 2024, que resultaram em mais de 140 mortes e milhões de pessoas afetadas, destacam a necessidade urgente de ação contra as...
Projeto 3º Sinal e Prefeitura de Caieiras trazem ‘Pequeno Príncipe’ ao público local
Entretenimento
No dia 26 de maio, o Centro Cultural de Caieiras receberá a estreia do espetáculo "Pequeno Príncipe". A peça, produzida pelo Projeto 3º Sinal em parceria com a Prefeitura e a...
Cabeça de Ozempic? Medicamento para Diabetes Tipo 2 Gera Polêmica por Uso para Emagrecimento
Saúde e Bem-Estar
O Ozempic, um medicamento destinado ao tratamento do diabetes tipo 2, tem sido usado para emagrecimento devido à semaglutida. Esse uso off label pode causar efeitos colaterais...
Caieiras Faz Coleta Mas Correios Suspendem Roupas para Vítimas das Enchentes no RS, Veja Itens Para Ajudar
Notícias
Os Correios suspenderam a coleta de roupas para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, pois o estoque atual é suficiente. Continuam aceitando doações de água,...
Horóscopo Semanal: De 24 a 30 de maio de 2024
Entretenimento
Esta semana, de 24 a 30 de maio de 2024, será marcada por influências astrológicas importantes que incentivam introspecção, novos começos e expansão. Plutão retrógrado em...

Jornal Fala Regional

Nosso objetivo é levar conteúdo de forma clara, sem amarras e de forma independente a todos. Atendemos pelo jornal impresso as cidades de Caieiras, Franco da Rocha, Francisco Morato, Mairiporã e Cajamar, toda sexta-feira nas bancas. Pela internet o acesso é gratuito e disponível a todos a qualquer momento, do mundo inteiro.

Vamos Bater um Papo?