Caieiras Assiste Incêndio no Parque do Jaraguá

Incêndio Consome Vegetação no Pico do Jaraguá, o Ponto Mais Alto de São Paulo.

São Paulo
Publicado em 29/04/2024
Caieiras Assiste Incêndio no Parque do Jaraguá

Um incêndio significativo atingiu a vegetação do Pico do Jaraguá, na Zona Norte de São Paulo, na noite do último sábado (27). As chamas foram controladas na virada do dia, conforme informações do Corpo de Bombeiros, que não reportou vítimas.

De acordo com a corporação, o alerta foi dado por volta das 21h30, e duas viaturas foram rapidamente deslocadas para o local para combater o fogo. Os bombeiros trabalharam intensamente na área, que é uma das últimas reservas de Mata Atlântica da cidade, encerrando suas operações à meia-noite.

Moradores próximos ao local compartilharam nas redes sociais imagens alarmantes que mostram as labaredas consumindo a vegetação do parque estadual. Ainda não foram divulgadas informações sobre a causa do incêndio, mas investigações estão em andamento.

O Pico do Jaraguá, que se eleva a 1.135 metros acima do nível do mar, está sujeito a uma onda de calor que afeta a região, com temperaturas previstas para estar 5ºC acima da média, conforme alerta emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Este cenário é propiciado por uma área de alta pressão que causa um “bloqueio atmosférico”, impedindo a chegada de frentes frias e mantendo o clima seco e quente.

A Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil) comunicou que o fogo começou na Trilha do Pai Zé e se espalhou rapidamente devido às condições climáticas adversas. As causas ainda estão sendo apuradas e a extensão do dano será avaliada com o auxílio de drones. Apesar do incidente, o parque permaneceu aberto ao público no domingo (28).

O combate às chamas contou com a ajuda de brigadistas indígenas, que trabalharam junto aos bombeiros para controlar e extinguir o fogo. A comunidade espera agora por uma avaliação completa dos impactos e medidas efetivas para a recuperação desta área vital de conservação ambiental.

A Luta dos Guarani do Pico do Jaraguá Contra a Urbanização e o Desmatamento

Situado na metrópole de São Paulo, o Pico do Jaraguá não é apenas um marco geográfico; é o lar da comunidade indígena Guarani, que trava uma batalha incessante pela preservação de sua cultura, tradições e território. Esta comunidade, conhecida como Tekoas – palavra Guarani para “modo de vida” – é uma das últimas remanescentes em uma grande cidade brasileira.

Os Guarani do Jaraguá ocupam uma área reconhecida como reserva indígena desde 1987, mas a luta pela terra continua. Atualmente, cerca de 700 indivíduos residem em cinco aldeias distintas, onde mantêm viva sua herança cultural por meio de rituais religiosos e a transmissão de saberes ancestrais às novas gerações.

Além de preservar suas tradições internamente, os Guarani buscam compartilhar seu legado com a sociedade externa, organizando eventos culturais e educativos abertos ao público. Contudo, enfrentam desafios significativos. A área designada para eles é insuficiente para sustentar sua população e práticas tradicionais, e a crescente urbanização ao redor impõe graves problemas ambientais, como poluição do ar e da água, prejudicando sua saúde e bem-estar.

Um dos episódios mais críticos ocorreu quando a Construtora Tenda S.A. ameaçou desmatar uma área adjacente para a construção de um condomínio de 396 apartamentos. Em resposta, a comunidade ocupou o terreno em questão para barrar o avanço do projeto. A construtora chegou a iniciar a derrubada de árvores, mas teve sua licença suspensa pela prefeitura após protestos dos indígenas.

O embate dos Guarani do Pico do Jaraguá é representativo das dificuldades enfrentadas por comunidades indígenas em todo o Brasil. Eles persistem na defesa de seus direitos, apesar das adversidades, e resistem à pressão para abandonar suas tradições e estilo de vida.

A história dessa comunidade é um testemunho de resistência e resiliência, ressaltando a necessidade urgente de proteger e respeitar os direitos e culturas indígenas. Para os Guarani do Jaraguá, a preservação de sua região vai além da sobrevivência física; é um dever espiritual.

Os Guarani acreditam na sacralidade das árvores, animais e abelhas nativas, vendo-os como essenciais para a existência humana. Assim, sua luta para proteger o Pico do Jaraguá é uma defesa da vida, cultura e dignidade, refletindo uma conexão profunda entre o bem-estar ambiental e o espiritual.

*Com informações de g1.

Leia mais em São Paulo

Idoso Desaparecido em Perus é Encontrado e Está Internado
São Paulo
Luiz Carlos Elias, 57 anos, desapareceu em Perus após uma sessão de hemodiálise em 15 de maio. Sua família e a comunidade mobilizaram-se intensamente nas buscas. Ele foi...
Grupo Pandora Comemora 20 Anos Expondo os Horrores da Ditadura Militar no Cemitério Dom Bosco em Perus
São Paulo
O Grupo Pandora comemora 20 anos de atividades com a reestreia da peça "Comum" no Teatro Municipal Alfredo Mesquita, em São Paulo. A peça aborda a descoberta da vala...
Quinze Anos Sem Michael Jackson: Homenagem com Rodrigo Teaser
São Paulo
Rodrigo Teaser homenageia Michael Jackson com o "Tributo ao Rei do Pop" nos dias 22 e 23 de junho no Tokio Marine Hall, em São Paulo. Com caracterização fiel e coreografias...
Descubra a Magia do Circo: Dedé Santana e Tirulipa em SP
São Paulo
Dedé Santana e Tirulipa se unem no espetáculo "Abracadabra – Circo Musical" para homenagear a arte circense. O evento, que acontecerá no Anhembi, em São Paulo, contará com...
Justiça Determina Valor de Pensão que Empresário Deve Pagar à Família de Motorista
São Paulo
O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o empresário Fernando Sastre a pagar uma pensão mensal de dois salários mínimos para a família de Ornaldo Silva Viana, motorista...
O número de mortes por dengue no estado de São Paulo aumentou para 17
São Paulo
O número de mortes por dengue no estado de São Paulo neste ano subiu para 17, de acordo com informações divulgadas nesta quarta-feira (21) pela Secretaria Estadual da...

Últimas novidades

Jornal Fala Regional – Nº 80: Correios Suspendem Doação Temporária de Roupas Para RS
Edição da Semana
Os Correios anunciaram a suspensão temporária das doações de roupas destinadas ao Rio Grande do Sul. Esta medida foi tomada devido a problemas logísticos que estão sendo...
Editorial: Solidariedade e Fé em Tempos de Adversidade
Opinião
As enchentes no Rio Grande do Sul em maio de 2024, que resultaram em mais de 140 mortes e milhões de pessoas afetadas, destacam a necessidade urgente de ação contra as...
Projeto 3º Sinal e Prefeitura de Caieiras trazem ‘Pequeno Príncipe’ ao público local
Entretenimento
No dia 26 de maio, o Centro Cultural de Caieiras receberá a estreia do espetáculo "Pequeno Príncipe". A peça, produzida pelo Projeto 3º Sinal em parceria com a Prefeitura e a...
Cabeça de Ozempic? Medicamento para Diabetes Tipo 2 Gera Polêmica por Uso para Emagrecimento
Saúde e Bem-Estar
O Ozempic, um medicamento destinado ao tratamento do diabetes tipo 2, tem sido usado para emagrecimento devido à semaglutida. Esse uso off label pode causar efeitos colaterais...
Caieiras Faz Coleta Mas Correios Suspendem Roupas para Vítimas das Enchentes no RS, Veja Itens Para Ajudar
Notícias
Os Correios suspenderam a coleta de roupas para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, pois o estoque atual é suficiente. Continuam aceitando doações de água,...
Horóscopo Semanal: De 24 a 30 de maio de 2024
Entretenimento
Esta semana, de 24 a 30 de maio de 2024, será marcada por influências astrológicas importantes que incentivam introspecção, novos começos e expansão. Plutão retrógrado em...

Jornal Fala Regional

Nosso objetivo é levar conteúdo de forma clara, sem amarras e de forma independente a todos. Atendemos pelo jornal impresso as cidades de Caieiras, Franco da Rocha, Francisco Morato, Mairiporã e Cajamar, toda sexta-feira nas bancas. Pela internet o acesso é gratuito e disponível a todos a qualquer momento, do mundo inteiro.

Vamos Bater um Papo?